Logo Desalinha Blog

O vilarejo

A magia de um vilarejo de montanha na Toscana: Monticello Amiata

Por: Ana Lidia 6 de setembro de 2017 Categorias: Dicas de Viagem

Imagine um vilarejo medieval, no alto de uma montanha na Toscana, tranquilo, com uma paisagem espetacular, cheio de histórias e com moradores super acolhentes . Parece filme não é mesmo? Essa é Monticello Amiata. Conheça agora algumas curiosidades sobre esse mágico vilarejo:

O vilarejo
O vilarejo de Monticello Amiata

Um Borgo Medieval no alto da Montanha

 

Monticello Amiata é um Borgo situado a 734 metros acima do nível do mar, pertencente à comuna de Cinigiano, que está 9 km de distância, e província de Grosseto, distante à 50 km, no coração da Toscana. Para chegar até lá é preciso seguir uma estrada sinuosa mas fácil de ser acessada. Com uma vista de tirar o fôlego, das ruas de Monticello é possível ver todas as cidades ao redor inclusive, o mar que está à quilômetros de distância.

A vista da cidade é surpreendente
A vista da cidade é surpreendente
As ruas do centro histórico.
Pelas ruas do centro histórico

Antigamente era chamado de Montepinzutolo, verificado em um documento de 1027, e depois feudo dos senhores Tintinnano, o borgo alto-medieval original foi totalmente destruído em um incêndio em 1240. Posteriormente, com a reconstrução dos moradores no mesmo local nasceu Monticlo, que em 1261 tornou-se uma comuna autônoma.  

As ruas estreitas
As ruas estreitas do Borgo Medieval

Uma cidadezinha que sempre viveu da vida no campo, seu auge de população foi ao final de 1800, hoje o número de moradores é pouco mais de 400 segundo os dados da Comuna.

As casas de Monticello
As casas de Monticello Amiata
A antiga cisterna
A antiga cisterna no centro da praça
Chiesa di San Michele Arcangelo
Chiesa di San Michele Arcangelo de 1264.

 

Centro histórico vazio

 

Tranquila e pacata, o pequeno vilarejo é casa de senhores idosos e cidadãos nascidos no local, mas que não habitam ali, apenas passam finais de semana e férias em suas casas de família. Infelizmente, devido às poucas oportunidades de trabalho na região os moradores foram deixando Monticello Amiata e se concentrando nas cidades maiores ao redor.

Porta dos Muros
Porta dos Muros de Monticello Amiata

Hoje, o centro histórico da cidade parece uma cidade fantasma, casas fechadas, locais abandonados. Fica apenas a história dos poucos moradores que restam no local, apontando onde existia uma pequena venda, a casa dos amigos, a prefeitura e até mesmo o único hotel do local, hoje abandonado.

ruas que guardam surpresas
Ruas que guardam surpresas

É nos finais de semana e períodos de férias que a cidade renasce, com crianças brincando pelas ruas, moradores e turistas passeando.

 

Espaços para visitação em Monticello Amiata

 

A Casa Museu de Monticello Amiata fica dentro de um edifício onde os ambientes internos recriam fielmente uma habitação de montanha da região do fim dos anos 1800.

Casa Museo
Casa Museo di Monticello Amiata

Na entrada se encontra o coração da casa constituída pela cozinha com móveis e utensílios de uso cotidiano.

A casa de 1800
A casa de 1800
O quarto
Casa Museo Di Monticello Amiata – o quarto
modo de esquentar a cama durante o inverno
Modo para esquentar a cama durante o inverno

No andar de baixo é possível observar a estalagem e os materiais de trabalho do campo. Ferramentas para colher uvas, tirar o mel do favo, moedores de tração animal,  moldes de fabricação de sapatos para neve. O destaque especial vai para as ferramentas para a extração de óleo de oliva e para a cultura das castanhas, abundantes na região.

Moedores
Moedores em pedras de tração animal
Maquinário para o trabalho no campo
Maquinário para o trabalho no campo
Ferramentas
Ferramentas do uso diário para o trabalho

O Museu consegue transmitir e fazer o turista imaginar como era o cotidiano dos moradores locais, os dias de trabalhos, o tempo e os ciclos da natureza e a religiosidade.

Moldes para calçados
Moldes para fabricação local de calçados para neve

A Casa Museu fica aberto durante os finais de semana e está na rua principal do centro histórico.

Outro passeio interessante para quem gosta de natureza é conhecer a Via della Castagna, um percurso que inicia na parte baixa da cidade e prossegue por campos e bosques de árvores de castanhas nativas. A vista do alto vale o passeio!

Via della Castagna
La Via della Castagna, árvore com castanhas
Indicações de percurso
Indicações do percurso da Via della Castagna
  • A caminhada dura cerca de 2 horas.
  • O percurso é de 2 km.
  • é importante o uso de tênis e roupa adequada.
  • A dificuldade é média, devido a uma pequena subida de 200 m.
Vista do alto
Via della Castagna, vista do alto
visão das cidades vizinhas
Visão das Cidades vizinhas

 

Recebe peregrinos no Santuario di Val di Prata

 

A primeira memória histórica da existência de uma igreja no local é de 1198, porém, mantem-se que muito antes já existia um espaço de adoração à Nossa Senhora da Consolação em seguimento a uma milagrosa aparição da virgem. Com o tempo, este local se transformou no Santuario della Madonna di Val di Prata, que hoje recebe muitos peregrinos para fazer orações, pedidos e agradecimentos junto à imagem da santa e  fontes de águas naturais tidas como milagrosas.   

Santuario di Val di Prata
Santuario di Val di Prata
Santuario di Val di Prata

Para conhecer Monticello Amiata basta um dia, mas de tão aconchegante dá vontade de ficar mais!

As casas
A delicadeza das casas de Monticello Amiata

Gostou do post? Deixe sua opinião em nossas redes sociais!

 

Até o próximo post!

 

  • Patrizia

    Patrizia

    7 de setembro de 2017 at 09:21Responder
    Stupendo! La descrizione e le foto mi hanno fatto emozionare! Complimenti
  • Rodrigo Müller

    Rodrigo Müller

    17 de outubro de 2017 at 08:44Responder
    Nalídia, Eu fico babando com as imagens e registros que você faz desses lugares lindos. Essa cidade me deixou com vontade de passear por aí e de conhecer esse museu. Tudo muito lindo! Amei. Bjo Rodrigo

Deixe um Comentário